Crise tem mais impacto nas empresas alheias ao ERP e à tecnologia

Será que um ERP poderá ajudar sua empresa nesse momento?

Uma pesquisa realizada pelo Sebrae e FGV mostra que empresários sêniores menos propensos à utilização de tecnologia e da internet nos negócios, são mais afetados do que os jovens, mas donos de pequenos negócios de todas as faixas etárias apontaram queda no faturamento durante a pandemia. Será que um ERP poderá ajudar sua empresa nesse momento?

Em meio à crise ocasionada pela pandemia do coronavírus, o empreendedor com mais idade foi o mais afetado entre os donos de pequenos negócios no Brasil.

Pesquisa realizada pelo Sebrae em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV) ouviu 10.384 empresários do setor, entre 30 de abril e 5 de maio, e mostrou que entre os entrevistados com 56 anos ou mais, 51% fecharam seus negócios temporariamente, enquanto 45% dos empresários de até 35 anos optaram pela mudança de rumos do segmento em que atuam.

Nós do Grupo Raotes, que temos como principal produto um sistema ERP completo, tanto para indústrias, quanto para utilização de distribuidoras, observamos que, atualmente, qualquer empresa que não invista em tecnologia, terá grandes problemas em sua gestão.

Essa realidade ficou ainda mais clara com a questão da pandemia que estamos enfrentando, que exigiu mudanças drásticas na condução de negócios Brasil afora. Hoje, a tecnologia, e um bom software de gestão é fundamental para qualquer empresa.

A amostragem também identificou que em todas as faixas etárias houve queda do faturamento devido às medidas de isolamento social.

De acordo com a pesquisa “O impacto da pandemia de coronavírus nos pequenos negócios”, os empreendedores sêniores, com 56 anos ou mais, amargaram mais prejuízos, uma vez que para 46% deles seus negócios funcionavam somente com a presença do empresário.

Por outro lado, 35% dos empreendedores com até 35 anos passaram a utilizar ferramentas digitais, tendência que se estendeu em diversos setores nos pequenos negócios, principalmente nesse período da crise. Em todas as faixas etárias houve significativa diminuição do faturamento, com queda maior entre os mais velhos, chegando a 71% de perda, onde houve queda. Onde houve acréscimo de receita, os negócios dirigidos pelo público mais jovem chegaram a alcançar 40% de aumento em relação a uma semana normal.

A internet tem sido o caminho percorrido pelos empresários jovens para manter o negócio ativo. A pesquisa mostrou que esse perfil optou pelas vendas online, principalmente pelas redes sociais. Na contramão, mesmo tendo adotado menos medidas nesse sentido, os empreendedores das faixas de 36 a 55 anos e de 56 anos ou mais empregaram 3,7 pessoas em média, enquanto os negócios liderados por gestores com até 35 anos mantiveram 3,3 empregados. Ainda em relação aos funcionários, os mais jovens foram os que mais utilizaram a medida do governo de redução de jornada e salário, chegando a 20% do total de entrevistados desta faixa etária.

O presidente do Sebrae, Carlos Melles, reforça a importância do levantamento, uma vez que a instituição, o governo e as entidades setoriais podem atuar diretamente nos gargalos apontados, sobretudo relacionados aos perfis selecionados. “A cada novo estudo direcionamos melhor os esforços do Sebrae para apoiar todos os pequenos negócios do país”. Melles ainda elogia o otimismo dos jovens empreendedores, uma vez que, questionados sobre quanto tempo deve demorar para a economia voltar ao normal, as respostas foram de 10 e 11 meses, considerando gestores de até 35 anos e as faixas etárias de 36 anos em diante, respetivamente.

Nós do Grupo Raotes, achamos importante compartilhar esses dados com você, um parceiro especialista em sistemas de gestão empresarial pode ser fundamental na hora de definir novas estratégias e principalmente, usar todos os meios disponíveis para manter o negócio funcionando e crescendo.

Nosso sistema de gestão vem ganhando cada vez mais espaço no mercado, através da satisfação de nossos clientes.

Entre em contato conosco, vamos conversar e ver como podemos ajudar sua empresa a enfrentar a crise. Tenha a certeza de que a tecnologia poderá ajudá-la a ser mais eficiente.

Grupo Raotes

Grupo Raotes

Adicionar comentário

Fale com um Consultor